Go to the content
or

Colivre.net

Parceiros

 Go back to Notícias
Full screen Suggest an article

69º Fórum do Conseplan começa nesta quinta-feira, em Vitória

July 13, 2017 13:41 , by Comunicação - | No one following this article yet.

Secretários de Planejamento de diversos Estados do país participam nesta quinta e sexta-feiras (dias 13 e 14), no Hotel Senac Ilha do Boi, em Vitória-ES, do 69º Fórum do Conselho Nacional de Secretários Estaduais do Planejamento (Conseplan). No evento, que será aberto pelo governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, serão debatidos os temas cenário econômico, qualidade do gasto público, reforma do Estado, busca da eficiência nas políticas públicas e Governo digital.


Presidido pelo secretário de Economia e Planejamento do Espírito Santo, Regis Mattos Teixeira, o Conseplan representa uma importante instituição no debate e na formulação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento dos Estados, visando ao crescimento econômico, com respeito a meio ambiente, justiça e inclusão social.


Entre os palestrantes do fórum, que tem confirmadas presenças de aproximadamente 20 secretários estaduais, estão o professor pesquisador da Fundação Getúlio Vargas, Samuel Pessoa; o especialista líder em Modernização do Estado do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Francisco Caldas; o professor de economia da FGV André Portela de Souza; o economista Claudio Porto, e o diretor de Inovação e Gestão do Conhecimento da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Guilherme Almeida”.


Regis Mattos Teixeira explica que secretários de Planejamento dos Estados e do Distrito Federal farão uma reflexão sobre os desafios que o país e os entes federados vêm enfrentando, em meio à maior crise econômica da história do Brasil. Uma crise que, entre outros efeitos, provocou queda na atividade econômica, aumento do desemprego e queda na arrecadação.


No fórum que o Conseplan realizará na Capital capixaba, secretários de Planejamento vão discutir uma agenda estratégica com iniciativas que visam a auxiliar os Estados na superação da crise, além de terem oportunidade de compartilhar boas práticas de gestão aplicadas em seus Estados.